0

Teste da Linguinha


A língua presa pode ocasionar dificuldade de fala e deglutição incorreta

A detecção de problemas na primeira infância é fundamental para um diagnóstico precoce, o que garante uma melhor qualidade de vida à criança. Paralelamente a outros testes, o teste da linguinha tem se mostrado primordial no primeiro mês de vida do bebê.

O que é o teste da linguinha

O protocolo de avaliação de frênulo lingual em bebês, ou teste da linguinha, é um exame feito em crianças de até 6 meses para diagnosticar a presença da língua presa e o grau de limitação dos movimentos causado por ela, que podem comprometer as funções de sugar, engolir, mastigar e falar.
O teste da linguinha é eficaz, rápido e não dói. Esse procedimento é importante para corrigir logo cedo problemas que limitam a sucção da criança durante a amamentação e também evita que o bebê cresça com dificuldades na fala.

Como é realizado

O teste é simples e indolor. O profissional examina com os dedos o movimento da língua e a posição do frênulo. Observa-se também a amamentação da criança, pois bebês com alteração no frênulo têm um número menor de sucção, pausas mais longas e um tempo maior de amamentação.

Quando realizar o teste da linguinha

A recomendação é de que o teste seja realizado no primeiro mês de vida do bebê. Ele pode ser realizado em qualquer idade, mas quando mais cedo for realizado e diagnosticado o problema é melhor, para que a amamentação não seja substituída pela mamadeira.
Quais os problemas do bebê ter a língua presaQuando o bebê tem a língua presa, apresenta alterações na sucção, mama com dificuldade e não ganha peso adequadamente. Desta forma, irá trocar o seio pela mamadeira, o que não é recomendado nos primeiros meses de vida.
Na infância, a língua presa faz com que a criança tenha problemas na fala, o que gera desconforto na escola.

O que fazer se o bebê apresentar língua presa

O problema sendo identificado, a criança deverá passar por uma pequena cirurgia para corrigir o problema. A intervenção chama-se frenectomia, ou simplesmente pique, que consiste em um pequeno corte no frênulo da língua. O procedimento completo dura cerca de dez minutos. É muito simples feito em consultório, com anestesia local e a criança não precisa ficar internada.
Obrigatoriedade do testeO Conselho Federal de Fonoaudiologia está empenhado para aprovação da lei que torna o teste da linguinha obrigatório e gratuito em todo o território nacional, assim como é o teste da orelhinha, do pezinho e do olhinho. Os estados da Paraíba, Mato Grosso do Sul, e alguns municípios de São Paulo, Minas e Rio Grande do Sul já aprovaram. O teste da linguinha é um procedimento simples e que contribui para uma melhor qualidade de vida tanto do bebê, quanto da mãe.

Bebês que mordem o bico do seio da mãe ao mamar, não conseguem colocar a língua para fora ou, quando colocam, ela está arredondada ou bifurcada. Esses são alguns sinais de que o recém-nascido pode ter a língua presa (encurtamento do frênulo da lingual).


Referências:
Conselho Federal de Fonoaudiologia
Portal Fiocruz
Senado.gov.br
Folha.uol.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

Vem comigo!

Método das Boquinhas - Renata Jardini

Loading...

Educação Especial

Loading...

Disfagia

Loading...

Fonoaudiologia Estética

Loading...

Gagueira

Loading...

A Divulgação da Fonoaudiologia!

AVISO

Este Blog é uma central de compartilhamento de informações, notícias, trabalhos científicos e arquivos. Sendo seu objetivo principal a interação entre fonoaudiólogos ou estudantes de fonoaudiologia e áreas correlacionadas, sendo assim sua participação é sempre de extrema importância. Além das informações e orientações sobre Fonoaudiologia e áreas correlacionadas, estarão disponíveis materiais terapêuticos, sendo que as autorias sempre serão respeitadas. O fornecimento dos Download visa suprir a dificuldade de acesso e aquisição de materiais em nossas áreas de atuação, porem jamais fazendo apologia a pirataria. Assim deixo um pedido: Caso possam adquirir as obras nas livrarias, compre-as, contribuindo assim com os autores e com o movimento da máquina científica. As publicações de minha autoria que estão sendo disponibilizadas podem ser utilizadas de forma livre pelos visitantes, peço apenas que divulguem a fonte e autoria do material.
“As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento ao Odontopediatra, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia,Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Pediatria e outros especialistas”