0

Escala de Denver - Avaliação Infantil



A Escala de Denver é uma escala de triagem que verifica o atraso no desenvolvimento infantil.
Foi desenvolvida por Willian K. Frankenburg em 1967, na universidade de Colorado, Denver, para ser aplicada em crianças de até 6 anos de idade.
Tem como objetivos:
· Screening (triagem) de crianças assintomáticas com possíveis problemas de desenvolvimento;
· Monitorização de crianças que tenham risco para problemas de desenvolvimento (crianças prematuras, por exemplo). image
Essa escala não é um teste de inteligência, ou seja, para medir o QI e não foi desenvolvida para diagnosticar distúrbios de aprendizagem ou emocional.
A Escala de Denver II tem uma estrutura de aplicação:
Pessoal-Social: relacionamento com as pessoas e cuidado consigo mesmo (Atividades de Vida Diária – AVD)…;
Motor-adaptativo: coordenação olho-mão, manipulação de objetos pequenos e solução de problemas…; image
Linguagem: audição, compreensão e linguagem…;
Motor-grosseiro: sentar, andar e pular…;
Ao final da avaliação, avalia-se também o comportamento da criança (atenção, timidez, cooperação…)
Material do Teste: lã vermelha, chocalho do cabo fino, lápis vermelho, figuras: gato, cachorro, pássaro e menino, sino, boneca pequena de plástico, bola de tênis, 8 blocos coloridos, copo com boca larga, mamadeira pequena e folha de papel em branco.
(Vale lembrar que esse material é adquirido quando o profissional faz o curso,  é  específico para a avaliação).
Aplicação do teste: Primeira coisa é perguntar a idade da criança para a mãe. Depois traça-se uma linha vertical na idade correspondente a idade da criança a ser avaliada(caso ela seja prematura, necessita-se fazer a correção) e verifica se ela consegue realizar os itens que foram cortados pela linha.
Segundo Hassano,
A grande vantagem deste teste de triagem é a sua praticidade na aplicação. Os itens a serem avaliados são apresentados em forma de gráfico, e em cada marco do desenvolvimento, podemos observar os respectivos limites mínimo e máximo da idade de aparecimento.
Assim, as extremidades esquerda e direita de cada uma das barras, que representam os itens do DDST, indicam respectivamente as idades em que 25% e 90% das crianças normais executam os itens. Por exemplo, no item “permanece sentado sem apoio”, da área motora grosseira do DDST, cuja representação gráfica é apresentada na
figura, a extremidade direita da barra indica que 90% das crianças normais tem essa capacidade com idade próxima a 7 meses.

image
A aplicação desse item do teste em uma criança com 7 meses e meio de idade, que ainda não tem a capacidade de permanecer sentada sem apoio, indica que ela esta atrasada neste item em relação a 90% das crianças normais, que nesta idade já tem esta habilidade. Ainda que o desenvolvimento dela possa estar normal, podendo estar entre os 10% restantes que adquirem esta capacidade mais tarde(…)”
image
Será marcado P- passou, F- falhou, NO- sem oportunidade, R-recusa.
Ao final realiza-se a interpretação do teste e depois informa à mãe o resultado, sempre orientando a mãe a estimular o filho em casa para os itens em que ele não respondeu como era esperado.
Resultados:
P- Normal: sem atrasos e no máximo 2 alertas (no Denver III não existe mais essa opção de 2 alertas). A criança será reavaliada na próxima consulta.
C- Suspeito: 2 ou mais alertas (no Denver III a partir de I alerta já é suspeito) e/ou mais atrasos , a criança será reavaliada em uma ou duas semanas.
Intestável: recusa em um ou mais itens situados a esquerda da linha da idade. Reavaliar em uma ou duas semanas.
A avaliação pode ser usada 3 vezes, (avaliação, reavaliação…), com a mesma criança, sempre utilizando uma cor diferente cada vez que for usar e não esquecendo de por a data.digitalizar0001
Obs. Como fazer a correção da idade:
Exemplo: A criança, segundo a mãe, tem 1 ano e 5 meses, nasceu de 6 meses. A idade corrigida será de 1 ano e 2 meses, porque ele nasceu faltando 3 meses para completar os 9.
A partir de 2 anos não é mais necessário corrigir a idade.
Autora: Eliania P. S. Queiroz – Terapeuta Ocupacional
Especialista em UTIN e UTIP (em curso)
ATENÇÃO: Este artigo deve servir apenas como uma orientação sobre o tema, não podendo portanto substituir o curso ou uma visita a profissionais especializados na área mediante dúvidas.
Referências:
Apostila de Pediatria – Faculdade Uniceuma; 2009
http://www.sbp.com.br/show_item2.cfm?id_categoria=24&id_detalhe=322&tipo_detalhe=s
Para fazer o donwload da escala, clique aqui.

Outro formulário:
http://xa.yimg.com/kq/groups/24707605/10182449/name/Formul%C3%A1rio+Denver+-+Revisado.pdf


Fonte: http://tocupacional.wordpress.com/2011/08/31/denver-avaliao-em-pediatria/

0 comentários:

Postar um comentário

Vem comigo!

Método das Boquinhas - Renata Jardini

Loading...

Educação Especial

Loading...

Disfagia

Loading...

Fonoaudiologia Estética

Loading...

Consciência Fonológica em crianças de 3 anos pelo Método das Boquinhas

Loading...

A Divulgação da Fonoaudiologia!

AVISO

Este Blog é uma central de compartilhamento de informações, notícias, trabalhos científicos e arquivos. Sendo seu objetivo principal a interação entre fonoaudiólogos ou estudantes de fonoaudiologia e áreas correlacionadas, sendo assim sua participação é sempre de extrema importância. Além das informações e orientações sobre Fonoaudiologia e áreas correlacionadas, estarão disponíveis materiais terapêuticos, sendo que as autorias sempre serão respeitadas. O fornecimento dos Download visa suprir a dificuldade de acesso e aquisição de materiais em nossas áreas de atuação, porem jamais fazendo apologia a pirataria. Assim deixo um pedido: Caso possam adquirir as obras nas livrarias, compre-as, contribuindo assim com os autores e com o movimento da máquina científica. As publicações de minha autoria que estão sendo disponibilizadas podem ser utilizadas de forma livre pelos visitantes, peço apenas que divulguem a fonte e autoria do material.
“As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento ao Odontopediatra, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia,Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Pediatria e outros especialistas”