0

Vertigem Posicional Paroxística Benigna (VPPB). Porque foi acontecer comigo?



Se você teve o diagnóstico de vertigem posicional paroxística benigna (VPPB) 
você pode ter questões como: “Porque isto foi acontecer comigo?” ou “Posso 
voltar a ter?”  
VPPB é uma forma comum de tontura, afetando no mínimo 9 de 100 indivíduos da 
terceira idade. Mas o que causa este problema? Como que estes cristais foram 
parar dentro da minha orelha interna? 
Uma camada de cristais de carbonato de cálcio é naturalmente localizada em uma 
parte da orelha interna. A VPPB acontece quando parte destes materiais, ou 
cristais de cálcio, se soltam e caem em outra área – dentro dos canais 
semicirculares. Quando isto acontece, movimentos normais como ir de um lado 
para o outro na cama, resultam em tontura ou vertigem. 
Os cristais saem do lugar por diversas  razões. A VPPB pode ocorrer seguida de 
uma infecção da orelha interna ou febre. Uma concussão, movimento de “chicote” 
da cabeça ou uma pancada da cabeça, podem fazer com que os cristais saiam e 
fiquem circulando livremente dentro dos canais semicirculares. A VPPB também 
pode estar associada a outras doenças do labirinto como doença de Ménière e 
migrânea. Outras vezes a causa é desconhecida e parece ser apenas processo 
normal de envelhecimento. Vêm sendo sugerido que a VPPB pode acontecer em 
diversos membros da mesma família. O importante é que, não importa a causa, a 
VPPB é tratável.  
Mesmo o tratamento da VPPB ser muito efetivo, pode haver recorrência em 
aproximadamente 15 de 100 pessoas a cada ano. Algumas pessoas relatam que 
conseguem predizer os sintomas, possivelmente com a mudança do tempo ou da 
estação. Dentro de três anos, é estimado que 50% das pessoas experimentem os 
sintomas da VPPB novamente. Se você teve um trauma na cabeça e isto causou a 
sua VPPB, então a chance de retornar os sintomas é ainda maior. 
Você pode prevenir a VPPB de acontecer de novo? Pelo fato de não sabermos ao 
certo a causa da VPPB, não é possível saber como preveni-la. Freqüentemente as 
pessoas perguntam se existe algum medicamento para a VPPB. Infelizmente não 
existe nenhum medicamento que tenha provado benefício, pelo contrário, pode 
causar mais problemas que benefícios. Então saiba que sua VPPB pode voltar, mas 
saiba reconhecer os sintomas e seguir os passos adequados para se manter seguro e 
encontrar ajuda para resolver o problema rapidamente. 

Se o seu médico ou outro profissional da saúde tiver alguns questionamentos sobre 
a VPPB, as melhores fontes que você  pode compartilhar com ele são os novos 
guidelines que estão listados logo abaixo 1, 2: 
1. Bhattacharyya N , Baugh RF, Orvidas L BD, Bronston LJ, Cass S,Chalian 
AA,Desmond AL ,Earll JM , Fife TD, Fuller DC,Judge JO ,Mann NR ,Rosenfeld 
RM ,Schuring LT, Steiner RW,Whitney SL ,Haidari J, 
American Academy of Otolaryngology-Head and Neck Surgery Foundation ,. 
Clinical practice guideline: benign paroxysmal positional vertigo. Otolaryngol 
Head Neck Surg 2008;139:S47-81. 
2. Fife TD, Iverson DJ, Lempert T, et al. Practice parameter: therapies for benign 
paroxysmal positional vertigo (an evidence-based review): report of the Quality 
Standards Subcommittee of the American Academy of Neurology. Neurology 
2008;70:2067-74. 

0 comentários:

Postar um comentário

Vem comigo!

Método das Boquinhas - Renata Jardini

Loading...

Educação Especial

Loading...

Disfagia

Loading...

Fonoaudiologia Estética

Loading...

Gagueira

Loading...

A Divulgação da Fonoaudiologia!

AVISO

Este Blog é uma central de compartilhamento de informações, notícias, trabalhos científicos e arquivos. Sendo seu objetivo principal a interação entre fonoaudiólogos ou estudantes de fonoaudiologia e áreas correlacionadas, sendo assim sua participação é sempre de extrema importância. Além das informações e orientações sobre Fonoaudiologia e áreas correlacionadas, estarão disponíveis materiais terapêuticos, sendo que as autorias sempre serão respeitadas. O fornecimento dos Download visa suprir a dificuldade de acesso e aquisição de materiais em nossas áreas de atuação, porem jamais fazendo apologia a pirataria. Assim deixo um pedido: Caso possam adquirir as obras nas livrarias, compre-as, contribuindo assim com os autores e com o movimento da máquina científica. As publicações de minha autoria que estão sendo disponibilizadas podem ser utilizadas de forma livre pelos visitantes, peço apenas que divulguem a fonte e autoria do material.
“As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento ao Odontopediatra, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia,Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Pediatria e outros especialistas”