O Fonoaudiólogo é o profissional que atua em prevenção, avaliação e terapia, habilitando ou reabilitando pacientes na área da comunicação oral e escrita, voz e audição, bem como no aperfeiçoamento dos padrões de fala.
Para que haja um bom desenvolvimento de fala e uma comunicação eficaz no âmbito interpessoal, é preciso que exista uma harmonia entre as estruturas responsáveis pela articulação de palavras.
O distúrbio articulatório caracteriza-se pela emissão incorreta e/ ou ausência dos sons (fonemas) de sua língua (SPINELLI; MASSARI e TRENCHE, 1999).
A amamentação no seio beneficia a criança não só em relação ao aspecto nutritivo proporcionando o desenvolvimento físico e neuropsicomotor, mas também estimula o padrão nasal da respiração, estimula também os músculos que participam da fala e das funções de alimentação (sucção, mastigação e deglutição), conseqüentemente estimulando um padrão de fala correto (TELES e NASCIMENTO, 2003).
Para considerar que a criança tenha distúrbio articulatório devemos respeitar a idade da mesma, pois existe uma ordem cronológica do aparecimento dos fonemas na criança dependendo de sua idade.
Existem fonemas esperados para cada idade, dos 18 meses aos 2 anos e meio a criança deve produzir os seguintes fonemas: b, m, p, t, d, n, k, g, nh; e de 3 anos aos 4 anos: x, ch, j, l, lh, r, e tem poucos erros articulatórios; aos 5 e 6 anos de idade começa a fazer encontros com consoantes e começa a enriquecer seu vocabulário, emite praticamente todos os fonemas de sua língua (CUPELLO, 2003).
Existem vários tipos de distúrbio articulatório, que podem ser classificados em:
Omissão: quando o som não é produzido onde deveria ocorrer, tornando-se ausente esse som; Substituição: quando o som é substituído por outro; Distorção: quando a produção do fonema assemelha-se a emissão correta, porém com certa distorção; Inversão: quando a ordem dos fonemas se encontra alteradas, num mesmo vocabulário; Inserção: quando um som (fonema) é inserido no vocábulo.
O tratamento do Distúrbio Articulatório é realizado pelo Fonoaudiólogo, e o principal foco do tratamento é saber a causa e o tipo. A motivação do paciente é essencial junto com a colaboração da família. Se você anda percebendo que seu filho fala errado, e já está na idade de pronunciar todas as palavras corretamente, procure o FONOAUDIÓLOGO!

0 comentários:

Postar um comentário

Vem comigo!

Método das Boquinhas - Renata Jardini

Loading...

Educação Especial

Loading...

Disfagia

Loading...

Fonoaudiologia Estética

Loading...

Consciência Fonológica em crianças de 3 anos pelo Método das Boquinhas

Loading...

A Divulgação da Fonoaudiologia!

AVISO

Este Blog é uma central de compartilhamento de informações, notícias, trabalhos científicos e arquivos. Sendo seu objetivo principal a interação entre fonoaudiólogos ou estudantes de fonoaudiologia e áreas correlacionadas, sendo assim sua participação é sempre de extrema importância. Além das informações e orientações sobre Fonoaudiologia e áreas correlacionadas, estarão disponíveis materiais terapêuticos, sendo que as autorias sempre serão respeitadas. O fornecimento dos Download visa suprir a dificuldade de acesso e aquisição de materiais em nossas áreas de atuação, porem jamais fazendo apologia a pirataria. Assim deixo um pedido: Caso possam adquirir as obras nas livrarias, compre-as, contribuindo assim com os autores e com o movimento da máquina científica. As publicações de minha autoria que estão sendo disponibilizadas podem ser utilizadas de forma livre pelos visitantes, peço apenas que divulguem a fonte e autoria do material.
“As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento ao Odontopediatra, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia,Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Pediatria e outros especialistas”